© 2018 Ponto R Multimídia

October 23, 2019

Please reload

Posts Recentes

Precisamos falar Verdadeiramente sobre a depressão

September 17, 2019

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Eu ando tão triste, eu ando pela sala...

July 23, 2018

A depressão é uma doença que vem acometendo um número cada vez maior de pessoas em todo o mundo, sendo considerada uma doença dos tempos modernos. O que parece ser uma tristeza ou falta de entusiasmo momentâneo, pode ser o sinal de uma doença séria, grave, que pode levar até a morte: a depressão. Se você sente, com muita freqüência, sintomas como: tristeza profunda e persistente, falta de ânimo na vida, perda ou ganho de peso excessivo, excesso ou falta de sono, entre outros sintomas, você pode estar com depressão. A enfermidade demora a ser reconhecida, muitas vezes, pela própria pessoa.

Como qualquer outra doença, o quanto antes for identificada, melhor o prognóstico do tratamento.


A depressão é uma doença que causa muito sofrimento ao paciente sendo uma forma de morte emocional e psicológica, onde a pessoa acometida perdeu, além do gosto pela vida, o desejo de viver, ao menos temporariamente. Normalmente, pelo grau de sofrimento interno, a depressão frequentemente é acompanhada por pensamentos, sentimentos e ações suicidas. Na realidade, em determinadas circunstância da vida, que envolvem desgostos, perdas, estresse, prejuízo, entre outros, a reação normal é o desapontamento, não necessariamente a depressão. São situações bastante distintas, uma vez que depressão imobiliza a pessoa, tornando-a incapaz de manter o desejo ou a energia exigidos para que possa manter suas atividades rotineiras.

 

 


Segundo estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS, 2001), aproximadamente 340 milhões de pessoas apresentam pelo menos um episódio depressivo ao longo da vida. O transtorno depressivo maior (TDM) pode surgir de forma mais leve, ser moderado ou muito grave. Cerca de 30% de jovens com depressão leve apresentarão (dentro de 15 anos) uma depressão grave e 50% daqueles que sofreram de depressão grave não se recuperarão, permanecendo com uma depressão leve para o resto da vida. A verdade é que são milhões de pessoas sofrendo desta enfermidade em todo o mundo, atingindo, no Brasil, cerca de 15% da população.


Ninguém está imune à depressão, assim, o transtorno depressivo pode afetar pessoas em qualquer fase da vida, inclusive na infância e adolescência, evoluindo, geralmente, de forma crônica para, aproximadamente, 20% dos indivíduos. A taxa de recorrência é mais alta nas pessoas que possuem mais de 45 anos de idade (OMS, 2001). Estudiosos afirmam que as mulheres são mais propensas sofrer depressão que os homens, sendo 50% mais elevado o número de mulheres afetadas do que homens. Essa maior prevalência talvez se dê em decorrência da depressão pós-parto que afeta até uma mulher em cada cinco.
O tratamento da depressão exige uma consulta inicial a um profissional de saúde mental, geralmente um médico psiquiatra, a fim de que o caso seja avaliado. Se a pessoa for diagnosticada um quadro depressivo, deverá iniciar um processo de psicoterapia, em que irá rever sua postura diante dos problemas, e também um tratamento medicamentoso, para adequar quimicamente a produção dos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina, dopamina, entre outros).


EFT é uma técnica de domínio público voltada para a libertação emocional. Sua aplicação é muito simples, porém extremamente poderosa e eficiente Nas sessões para trabalhar sintomas da depressão, é importante ir focando um a um. Geralmente, quadro depressivo traz um conjunto de sintomas emocionais ou físicos. A pessoa pode sentir-se com fadiga física, sem entusiasmo para fazer nada, sem energia, triste, desanimada, chorosa, sentir dores nas costas, problemas com o apetite e com o sono, entre outros. Cada sintoma deste deve ser trabalhado com eft. Um a um serão removidos a partir das batidas nos pontos meridianos, até zerar esse conjunto de sintomas que forma um quadro de depressão.


Depressão mata. Experimente EFT. Conheça o www.efterapia.com.br e tire suas dúvidas.

Goretti Lima – Terapeuta em EFT

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga