© 2018 Ponto R Multimídia

October 23, 2019

Please reload

Posts Recentes

Precisamos falar Verdadeiramente sobre a depressão

September 17, 2019

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Preocupações que adoecem: tudo demais é demasia...

July 27, 2019

A ansiedade tem muitos sintomas. É difícil saber o que incomoda mais. No entanto, a tal da preocupação exagerada com tudo é um verdadeiro desgaste de energia.

 

A vida realmente nos contempla com infinitas preocupações, praticamente cotidianas. Mas dai a César o que é de César, pois nem tudo merece realmente a nossa preocupação. Muitas coisas fazem parte mesmo do dia a dia, e nem sempre devem ser consideradas como preocupantes. Ou seja, a maior parte das preocupações são improdutivas.

 

Se considerarmos que não temos o controle sobre absolutamente nada, logo se vê que as preocupações, muitas vezes, são vãs. Elas consistem em verdadeiros vampiros da nossa paz, da nossa energia, do nosso momento.

 

Por isso, se a preocupação está constantemente em seus pensamentos e sentimentos, é hora de verificar se você não estaria desenvolvendo um quadro ansioso, sem perceber.

 

Preocupações reais seriam aquelas em que realmente eu preciso fazer algo para evitar o pior, do tipo: preciso me alimentar para não adoecer, preciso estudar para fazer o concurso que almejo, preciso frequentar assiduamente o meu trabalho. Ou seja, isso são ações que devo fazer e não preocupAÇÕES, como parece aos ansiosos. Na realidade, não há nada com o que se preocupar, de fato. Mas sim, há ações que devemos tomar e realizar para evitar determinadas consequências desagradáveis.

 

Minhas preocupações com aqueles que passam fome não alimentam ninguém; minha preocupação com o meu orçamento ameaçado não paga as contas; minha preocupação com a minha saúde não a faz ser melhor, ao contrário, piora tudo.

 

Ou seja, a preocupação é uma ideia antecipada que gera sofrimento. Importante saber que tudo é como é e não é me entregando às preocupações que vou resolvê-las. Mas o ansioso não consegue ser racional. Ele mergulha nesse universo e literalmente adoece. Na verdade, a maioria das preocupações são improdutivas. Importante é entender isso e selecionar as preocupações que realmente merecem atenção, se é que existem.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga