Admitir o medo já é uma forma de lidar com ele

O medo não é sinal de fraqueza ou covardia. Muito pelo contrário: é uma reação involuntária e natural com a qual o ser humano convive ao longo de vários momentos de sua vida. Se não sentíssemos medo estaríamos expostos a uma infinidade de riscos como, por exemplo, pular de uma ponte ou edifício alto e morrer.

Muitas situações podem desencadear essa emoção, desde ver uma barata até um revólver na sua cabeça. O cérebro é ativado involuntariamente quando sofre tais estímulos estressantes, liberando substâncias que disparam o coração, tornam a respiração ofegante e contraem os músculos. Essa é a conhecida reação de luta ou fuga, afinal, o medo está associado ao instinto de sobrevivência.

O medo, portanto, é uma trava que nos ajuda a pensar nos riscos e consequências antes de fazermos algo e também é uma resposta imediata nos momentos em que nos sentimos amedrontados e precisamos agir. No entanto, o que nos adoece não o medo racional, mas sim, o medo irreal, imaginário. Esse nos causa ansiedade, nos tira do presente, nos adoece, causa pânico e nos traz uma série de complicações em nossa vida. Muitas pessoas chegam mesmo a adoecer por conta do medo exacerbado.

Se você consegue refletir sobre o medo e sanar seus sintomas, ele está no plano real. Se você se antecipa a eventos ruins e desastrosos o tempo inteiro e não consegue dominar este medo, certamente ele é irreal e pode causar a Síndrome de Pânico.

Saiba identificar o tipo de medo que está presente em sua vida e procure ajuda se necessário. Uma terapia pode ajudar.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2018 Ponto R Multimídia

  • Lei da Atração e EFT
  • Lei da Atração e EFT